Crítica – Revista Concerto

“Sua composição, intitulada O lugar de todas as coisas, é feita de intensidades contidas ou dramáticas. É um romantismo vazado em expressionismos, com apelos, travessias angustiadas, expectativas nervosas, golpes enérgicos, quase violentos, tudo isso traçado numa sombra brilhante, de noturnos intranquilos. Nenhuma frieza, mas nenhuma convulsão, como se estivéssemos à beira de um abismo sem avançar para o passo fatal: o ouvinte compartilha angústias. A obra evoca, ao mesmo tempo, todo um passado da história musical, com força de criação poderosa e nova. O Quarteto Osesp empenhou a fundo suas excelentes qualidades para revelar essa estreia, francamente admirável.”

https://www.concerto.com.br/textos/critica/meditacao-uma-estreia-formidavel-e-um-quarteto-elevado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s